quarta-feira, 25 de abril de 2012

Cheiros

Quantos cheiros diferentes conhecemos durante a nossa existência? Não sei quantificar, apenas dizer que são muitos. Cada pessoa tem o seu próprio cheiro, cada casa, cada local... A Primavera tem o seu cheiro, bem como o Verão e qualquer outra estação.
Devia existir uma forma de guardar o cheiro de um local, de uma pessoa... Uma forma mágica de o conter dentro de um frasquinho, para sempre que desejássemos podemos recordar alguém, um lugar, uma comida apetitosa, uma época... Hoje fui a uma casa que em tempos já teve vida. Uma casa onde passei momentos felizes. Ao entrar recordo-me de pessoas, brincadeiras, ruídos, sei lá... Queria guardar o cheiro daquela casa para recordar sempre... Os cheiros também fazem falta e criam saudades.

1 comentário:

Zé Pinto Lopes disse...

Cumprimentos.
Tenho com os cheiros uma relação estreita.Do campo e da cidade. Até deixei crescer no jardim algumas ervas cujo aroma me recordam os campos da minha infância. Boas recordações me trouxe a sua mensagem minha Amiga. Hei-de aprofundar o tema. É muito nosso, muito intimo mas passível de compartilhar!
Muito obrigado.
Zé.